Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2012

Prepare-se para o Verão: Plano DETOX

Adetoxificação é um processo fisiológico que o organismo realiza constantemente. É efectuada por todas as células de todos os tecidos, mas principalmente pelo intestino (± 20%) e pelo fígado (60-65%).
Porém, quando o consumo alimentar é maior que a capacidade de eliminação do organismo, e isto verifico na minha prática clínica com muita frequência, ou quando a falta de tempo fala mais alto que a prática de uma alimentação de qualidade, desenvolve-se um sério problema no equilíbrio metabólico.
O recurso a alimentos processados de baixa qualidade nutricional e alta quantidade de adoçantes artificiais, corantes, acidulantes, conservantes e outros aditivos (a lista é grande!) levam a que o organismo fique saturado de tais substâncias e não reconheçam o excesso das mesmas. Ainda uma dieta pobre em proteínas, deficiente em vitaminas e minerais, rica em hidratos de carbono e gorduras saturadas, bem como o fumo do tabaco (mesmo o passivo!), o álcool e muitos outros factores aumentam a toxicidad…

Porque é que dormir menos de 7 horas aumenta o risco de desenvolver obesidade?

Nos últimos anos, a ciência tem mostrado a existência de uma estreita relação entre a falta de sono e um maior risco de ser obeso. Além de, em muitas ocasiões, aumentar a predisposição para várias patologias, como a diabetes e a hipertensão.
Esta relação estabelece-se em todas as idades. Num estudo realizado com 68.000 mulheres adultas cujo peso foi seguido durante 16 anos, observou-se que aquelas que dormiam 5 ou menos horas ganharam cerca de 4,3kg, mais que as mulheres que dormiam 7 ou mais horas.
Quando se dorme pouco, os níveis hormonais relacionados com a fome alteram-se. A leptina, que inibe o apetite, encontra-se diminuída e a grelina, que aumenta a sensação de fome, encontra-se aumentada. Portanto, se dormimos menos, aumentamos a sensação de fome e por outro lado, se estamos despertos aumentamos a oportunidade de comer. Além disso, produz-se uma alteração do ritmo cardíaco e inevitavelmente a sensação de cansaço. Por consequência, este sintoma leva a um aumento do sedentarismo.